Compartilhe

Arqueólogos acham restos mortais de 50 crianças

Por Notícias ao Minuto    Segunda-Feira, 11 de Junho de 2018


Restos mortais de mais de 50 crianças foram encontrados por um grupo de arqueólogos no setor Pampa La Cruz, em Huanchaco, no município costeiro de Trujillo, no Peru. As vítimas teriam sido oferecidas em ritual da cultura pré-colombiana chimu, na costa norte do país. “Até o momento encontramos os restos mortais de 56 crianças que foram sacrificadas pela cultura chimu”, declarou à AFP o arqueólogo Gabriel Prieto.

Ainda de acordo com Prieto, agora, confirma-se que é o maior sacrifício de crianças do mundo. “Tranquilamente, neste novo espaço, podemos dobrar o número de restos mortais que encontramos em Huanchaquito”, disse, acrescentando que as crianças, entre 6 e 14 anos, foram encontradas no início de maio.

“O interessante do tema é que foram sacrificados com um corte no esterno e mostram as costelas abertas assim como em Huanchaquito”, comentou o arqueólogo da Universidade Nacional de Trujillo. “Reforça-se que Huanchaco foi um local onde foram feitos sacrifícios maciços de crianças durante a cultura chimu”, acrescentou.

 

« Voltar

IMPRESSIONANTE

Doença rara faz menino de 13 anos ter rosto coberto de pelos, igual a um lobisomem

DUAS FOFURAS

Em caso raro, mãe tem gêmeas e uma delas nasce com Síndrome de Down: 'Descobri apenas no dia do parto'

Veja também...

AINDA DAS ELEIÇÕES

Quase 600 títulos eleitorais podem ser cancelados em Patos

NO SERTÃO

Dupla é assassinada a tiros em Coremas, no Sertão

MUDANÇAS

Reforma da Previdência: entenda os principais pontos da proposta apresentada pelo governo